23º SINAPE - Simpósio Nacional de Probabilidade e Estatística

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

RELACIONAMENTO DA MORTALIDADE INFANTIL COM A FECUNDIDADE NO SEMIARIDO BRASILEIRO

Resumo

O principal objetivo consistiu em analisar a relação entre a Taxa de Mortalidade Infantil (TMI) e a Taxa de Fecundidade Total (TFT) para as microrregiões do semiárido brasileiro em 2010. Para tanto, foi utilizada a técnica de regressão clusterwise para as 137 microrregiões com o propósito de agrupar elementos de dados baseando-se na relação linear entre as TMI e as TFT. Para cada cluster encontrado foi feita a validação dos modelos de regressão verificando o cumprimento dos pressupostos através das seguintes técnicas: análise dos resíduos dos modelos, diagnóstico da homocedasticidade pelo teste Breusch-Pagan e o teste de normalidade de Shapiro-Wilks. Fez-se o cálculo das médias ponderadas pelo tamanho da população das microrregiões das TMI estimados pelo Projeto de Busca Ativa do Ministério da Saúde com as estimadas pelo Atlas de Desenvolvimento Humano (ATLAS). As TFT foram extraídas do ATLAS. O modelo de regressão clusterwise apontou três clusters, cujos supostos foram atendidos. A formação dos clusters permitiu a identificação de blocos regionais dentro do semiárido com características distintivas como TMI e TFT mais elevadas em um bloco e variações destas taxas nos demais. Estas características podem auxiliar no monitoramento, otimização e estabelecimento de prioridades inter-regionais quanto aos investimentos na saúde reprodutiva da mulher e da criança, bem como no desenvolvimento socioeconômico, já que este último tem sido reiteradamente associado com estas taxas na literatura.

Palavras-chave

Indicadores demográficos, Regressão clusterwise, Semiárido.

Área

Estatística Aplicada em Ciências Sociais Aplicadas e Demografia e Estatísticas Públicas

Autores

Mateus Bittencourt de Sá Passador