23º SINAPE - Simpósio Nacional de Probabilidade e Estatística

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

AMOSTRAGEM PREFERENCIAL EM GEOESTATISTICA COM EFEITO DE REPULSAO EM PEQUENA ESCALA

Resumo

Este artigo propõe uma extensão do modelo Geoestatístico sob Amostragem Preferencial de forma a acomodar possíveis efeitos de repulsão locais. Esta repulsão local pode ser causada pelo próprio pesquisador que, ao estar de posse uma medição de um processo estocástico em um determinado local, não buscaria coletar novas amostras em locais próximos. Procedendo desta forma, o plano amostral realizado incluiria, na prática, uma janela de repulsão centrada em cada observação amostral, mesmo que o pesquisador estivesse planejando a amostra preferencialmente. Esta perturbação do modelo Geoestatístico sob Amostragem Preferencial pode ser modelada a partir da definição de um processo estocástico não-homogêneo de Bernoulli sobre uma partição de M sub-regiões da área em estudo, evitando assim a observação de mais de uma amostra em cada sub-região. Simulações são apresentadas para avaliar o efeito desta perturbação no modelo e aspectos relacionados às dificuldades de estimação dos parâmetros do modelo, realizada sob a abordagem Bayesiana, são então discutidas. Os resultados obtidos corroboram a ideia de que a metodologia proposta corrige as distorções causadas por esta pertubação, mitigando os efeitos na inferência e na predição espacial.

Palavras-chave

Geoestatística; amostragem preferencial; processos pontuais; repulsão; inferência Bayesiana

Área

Probabilidade e Processos Estocásticos

Autores

Gustavo da Silva Ferreira