23º SINAPE - Simpósio Nacional de Probabilidade e Estatística

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

MODELOS ESPACIAIS PARA OCORRENCIA DE DENGUE, ABORDAGEM CLASSICA VS BAYESIANA

Resumo

No presente trabalho foi desenvolvido um estudo para a ocorrência de dengue para a área urbana de Rio Claro, São Paulo - Brasil. A Fundação Municipal de Saúde do município forneceu dados sobre os casos notificados em 2011. O objetivo principal consistiu em analisar diferentes abordagens de modelos espaciais para a distribuição da doença no município, dividido por setores censitários, e também, relacionar a doença com fatores socioeconômicos. Foi utilizado um modelo espacial CAR com abordagem clássica e uma estrutura CAR para um modelo espacial Bayesiano. Os resultados não indicam notórias diferenças entre as análises, sendo que a abordagem clássica é mais simples comparada a Bayesiana. Por meio de mapas temáticos as estimativas dos modelos foram comparadas. As análises foram realizadas no software R.

Palavras-chave

Modelo CAR Clássico, Modelo CAR Bayesiano, Modelos Espaciais.

Área

Estatística Aplicada em Ciências Médicas, Saúde e Meio Ambiente

Autores

Jacqueline Domingues, Maria de Fátima Ferreira Almeida, José Silvio Govone